Bastidores do musical Rock in Rio


Com amplo espaço festival possui cerca de 300 mil metros quadrados e receberá estruturas temporárias

Desde a sua primeira edição em 1985, o Rock in Rio tem sido o maior festival de música e entretenimento do mundo. Ao todo, 8,5 milhões de pessoas já participaram do evento .

Em 2017, O Rock in Rio surpreende com novidades como Gourmet Square, Rock District, Rock Street Africa, Digital Stage, Game XP, Show de Drones e, é claro, a nova Cidade do Rock. Serão sete dias de evento – 15, 16, 17, 21, 22, 23 e 24 de setembro – e mais de 700 mil pessoas presentes.

Ao todo, o Parque Olímpico, que terá uma parte do seu espaço utilizado nesta edição, é duas vezes maior do que a antiga Cidade do Rock, também na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

Segundo Roberta Medina, vice-presidente do festival, “esta mudança levará mais conforto para o público, que terá maior espaço livre disponível, e a facilidade de acesso do público ao local. Estar dentro da Cidade do Rock em pouco mais de 20 minutos saindo do primeiro ponto do BRT, no início da Barra em direção à Cidade do Rock, é um sonho no que diz respeito à mobilidade e praticidade. Além disso, parte dessa megaestrutura do legado olímpico será reaproveitada, dando a possibilidade ao público vivenciar mais a experiência do Rock in Rio em um espaço mais amplo”.

No entanto, organizar o maior festival de música do mundo para mais de meio milhão de fãs, não é uma tarefa fácil. Ao todo são mais de 10 mil toneladas de equipamentos, 120 quilômetros de cabos, mais de mil banheiros ligados à rede pública, duas mil latas de lixo, dentre outros serviços.

O local do evento, um complexo esportivo e de lazer, possui cerca de 300 mil metros quadrados e receberá estruturas temporárias para uso como escritório, sanitários, camarins, palco e backstage. Ao todo, serão aproximadamente 1.200 equipamentos para uso da organização do evento. A chegada dos módulos começou em março e o prazo de entrega total termina em agosto, um mês antes do início do festival.

O prazo será cumprido à risca e, para isso, estabelecemos uma relação amistosa na comunicação entre todos os envolvidos. O objetivo é superar as expectativas de todas as pessoas que estarão presentes tanto na organização do evento, quanto assistindo aos shows”, afirma Claudia Rodrigues, gerente comercial de uma das empresas fornecedora dos equipamentos.

Na estrutura do evento, os palcos Mundo, Sunset, Eletrônica e Street Dance serão dispostos de forma que o público possa transitar com mais facilidade e desfrutar dos espaços. Já a Rock Street ficará ainda mais colorida, com uma ampla área arborizada. A nova Cidade do Rock terá ainda mais áreas de sombra, além de bares, banheiros e postos de saúde