Museu Casa de Portinari oferece atividades durante Primavera dos Museus


Encontro sobre memória social e apresentação musical com clássicos caipiras fazem parte da programação gratuita do museu de Brodowski (SP) nos dias 20 e 22 de setembro

A chegada da primavera é conhecida por inspirar as pessoas a buscarem renovação. Motivado por esse sentimento, o Instituto Brasileiro de Museus – Ibram propõe anualmente uma agenda para os museus de todo o Brasil. O Museu Casa de Portinari, em Brodowski (SP), – instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerida pela ACAM Portinari -, oferece, nos dias 20 e 22 de setembro, atividades alinhadas ao tema desta edição: “Museus e Suas Memórias”.

Em 20 de setembro, quarta-feira, às 19h00, acontece o Encontro Memória Coletiva com personalidades brodowskianas que fizeram parte do Projeto de História Oral do Museu. A discussão será em torno das permanências e transformações culturais, sociais e econômicas da cidade, vistas por várias gerações.

De acordo com a gerente da instituição, Cristiane Patrici, a preservação da memória social é um dos eixos do Museu. “Entender a formação do município pelo olhar de pessoas diferentes – posições sociais, classes, idades etc. – ajuda compreender os processos históricos e também como elas os relacionam com as novidades e mudanças. Assim temos um maior entendimento da comunidade em que estamos inseridos”, explica.

As raízes musicais do interior de São Paulo integram o repertório produzido pela Cia. Minaz de Ribeirão Preto, através de projeto apoiado pelo ProAC ICMS, da Secretaria de Estado da Cultura, que será executado na esplanada do Museu no dia 22 de setembro, sexta-feira, às 20h00. Além de divulgar a música brasileira, o espetáculo Viola Enluarada introduz a modalidade erudita ao público que não tem acesso constante aos instrumentos tradicionais de orquestra ou às vozes tecnicamente talhadas para a produção de câmara e a ópera.

A apresentação será formada por um octeto vocal, um quinteto de cordas, flauta, violão, acordeão e percussão, e repertório com importantes canções nacionais, incluindo Villa-Lobos, com o Trenzinho Caipira, e sucessos da música sertaneja como Inhambu-xitã e Sola da Bota.