Ribeirão Preto recebe exposição da Fórmula Vee com presença de Wilson Fittipaldi


Carro estará exposto de 20 a 26 de setembro junto com simulador que poderá ser testado pelo público. Os três melhores tempos ganharão um drive day da categoria

O Shopping Iguatemi Ribeirão Preto promove de 20 a 26 de setembro exposição de uma das categorias mais tradicionais do automobilismo nacional: a Fórmula Vee. Entre os destaques está a participação de Wilson Fittipaldi Júnior, em um bate-papo aberto ao público.

Um carro da FVee estará em exposição no empreendimento junto com um simulador – piso térreo – montado no mesmo chassi do monoposto de corrida. O visitante poderá sentir a emoção de pilotar no simulador e ainda disputar um prêmio especial: os três mais velozes ganharão um drive day na Fórmula Vee. Os vencedores terão direito a três voltas completas em um dos autódromos em que ocorrerá o campeonato em 2018 – Interlagos ou Piracicaba (sujeitos a disponibilidade). O drive day garante todos os equipamentos de segurança. Para participar, é necessário estar com a Carteira Nacional de Habilitação em dia.

No dia 21, Wilson Fittipaldi, consultor e instrutor da FVee, receberá o público para um bate-papo no evento, às 20h. “Será uma grande oportunidade de conversar com os amantes do automobilismo sobre a nova Fórmula Vee e outras categorias, como a Fórmula 1 e a F-Indy”, diz Wilsinho, 73 anos, que foi piloto e chefe da única equipe brasileira na F-1, a Copersucar-Fittipaldi.

Wilsinho, ao lado do irmão Emerson, foi o criador da FVee no Brasil, em 1967. A categoria mais acessível do automobilismo nacional está assim completando 50 anos no país. “Até hoje, a FVee mantém suas principais caraterísticas, que é o baixo custo e o trabalho para a revelação e formação de jovens pilotos”, afirma Wilsinho. “E o mais importante, sem gastar muito e com oportunidades a pilotos de todas as idades.”

Além de Wilsinho e Emerson, outros dois grandes pilotos brasileiros iniciaram a carreira na Fórmula Vee e chegaram à F1: Nelson Piquet, tricampeão mundial, e José Carlos Pace, o primeiro brasileiro a vencer em Interlagos.

“Ou seja, dos três brasileiros campeões na F-1, dois deles começaram na FVee (Emerson e Piquet), o que mostra a importância da categoria e a necessidade de incentivarmos trabalhos para a formação de novos pilotos”, afirma Wilsinho.